logo

Mar 13 2016

Port

O Rally de Pomerode, que abriu o Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade 2016, mais uma vez deixou muitos competidores pelo caminho. Considerado um dos rallys mais técnicos da competição, a prova de Santa Catarina foi um show para o grande público que acompanhou de perto a passagens dos carros pelas estradas vicinais da região mais alemã do Brasil. 

Dos 23 carros que largaram, 17 conseguiram cruzar a bandeirada final, por conta do reenganche - uma oportunidade descrita no regulamento para os competidores que tenham algum problema e consigam colocar seus carros em ordem para continuar na prova.

Na RCN2 - Carros 4x4 - o gaucho Ulysses Bertholdo, que confirmou sua participação no CBR apenas na semana passada, foi o vencedor, seguido por Ricardo Malucelli em segundo e Roberto reijers em terceiro.

Na RC4 - Carros até 1.600cc preparados - o anfitrião Felipe Mueller com o navegador Felipe Costa que retorna ao CBR após um ano parado, foi o vencedor, seguido por Tiago Reijers/Rodrigo Koning em segundo e mais um estreante Wendel Simoni/Carlos Guidolin.

Na RC5, a categoria com mais estreantes, o catarinense Fabio Simsen/Gilson Rocha venceu em grande estilo, seguido por mais um estreante Michel Meuller/Gabriel Morales em segundo e outro estreante Carlos Scheffer/Felipe Eckel em terceiro.

Outro grande destaque desta abertura do CBR, mesmo em um ano de "crise", foi o número de novos competidores em todas as categorias. Com isto o brasileiro de rally ganha uma nova geração de pilotos e navegadores, mostrando que a nova administração da CNR - Comissão Nacional de Rally -, vem fazendo um ótimo trabalho, adquirindo credibilidade entre os competidores e organizadores.

O Rally de Pomerode foi programado para ter 8 especiais mas devido a um cortejo de velório, a especial 8 teve que ser cancelada pelos organizadores - Coisas que só o Rally tem.

Mundo Rally

 

Busca no MundoRally

Loading